Quais são os diferentes tipos de grãos abrasivos mais comuns?

Óxido de alumínio (AO)
O Óxido de Alumínio (Aluminum Oxide – AO) é o grão mais comum e tipicamente menos caro. Constitui um bom ponto de partida para a maioria das aplicações de metal como ferro, aço carbono, ligas de aço, bronze duro e todas as madeiras. È a solução ideal quando se pretenda tenacidade, isto é, capacidade de resistir ao fraturamento. O óxido de alumínio é geralmente marrom ou avermelhado, mas pode apresentar outras cores (azul, verde ou amarelo), o que geralmente indica a presença de camadas de recobrimento adicionais de refrigeração, lubrificação ou para evitar o empapamento. É durável, com arestas de corte resistentes, tendendo a perder as arestas durante o uso. O óxido de alumínio está disponível numa grande extensão de grãos e é o tipo de abrasivo que apresenta mais variantes.

Carboneto de silício (SiC)
O carboneto de silício (Silicon Carbide – SiC) é o mais duro e afiado dos minerais usados em abrasivos revestidos. A sua dureza e forma muito afiada torna este abrasivo ideal para lixar metais não ferrosos (alumínio, latão, bronze, magnésio, ligas de titânio, etc.) ou mesmo ferro fundido, desde que não muito duro, vidro, tintas, borracha, vidro, plásticos, madeiras fibrosas, esmalte e outros materiais relativamente macios e que não exijam grande pressão no corte. O SiC apresenta normalmente uma cor preta ou cinza. Os seus grãos são friáveis, quebrando-se expõem continuamente novas arestas de corte e permitem uma rápida remoção do material. É mais agressivo que o AO mas, ao desgastar-se mais rapidamente, apresenta uma curva de desgaste ao longo do tempo mais acentuada.

Zircónio (Z)
O zircónio (Zirconia Alumina, Zirc ou Zirconium – Z) é indicado para aplicações de granulometria grossa a média em metal, sendo uma excelente escolha para aplicações exigentes, por exemplo em inox. O Z é geralmente de cor azul. Funciona melhor sob alta pressão, que é necessária para o grão quebrar, expondo novas arestas afiadas. É um tipo de abrasivo que possui grandes planos de fratura e autoafia-se durante o corte. O Z está disponível em granulometria limitada e em suportes fortes.

Cerâmico (Cer)
Os abrasivos de óxido de alumínio cerâmicos (Ceramic Alumina – Cer) têm a vida mais longa e a taxa de corte mais rápida de todos os abrasivos revestidos. Eles são a mais recente introdução em grãos abrasivos e apresentam o máximo desempenho, fornecendo um corte agressivo e consistente sob pressão moderada a alta, na medida em que a quebra se dá em micro partículas, mantendo a superfície de abrasão permanentemente afiada. O Cer é o mais caro de todos os abrasivos e apresenta geralmente uma cor vermelha ou laranja. É usado principalmente em aplicações de metal, em especial duro, como o inox, ou ligas com elevado teor de níquel e cobalto. Os grãos Cer estão disponíveis numa granulometria mais extensa que os Z mas muito menos extensa que os AO e os SiC, não atingindo grãos tão finos como estes, o que é natural, pois nessa gama passa a relevar mais a capacidade de polimento e menos a de remoção de material.

Tipo de Grão

Dureza / Resistência

Estrutura

Propriedades / Tipo de desgaste

AO

Duro / Resistente
++ / ++

Cristalino, irregular

Em forma de cunha, granulação em bloco, desgaste uniforme

SiC

Muito Duro / Pouco Resistente
+++ / +

Cristalino

Arestas afiadas, quebradiças, altamente friáveis com micro desgaste

Z

Duro / Muito Resistente
++ / +++

Cristalino, regular

Em forma de cunha, bloco, granulação com micro desgaste, auto-afiação

Cer

Duro / Muito Resistente
++ / +++

Micro cristalino

Arestas afiadas, grão pontiagudo com micro desgaste, micro auto-afiação

Grãos Compactos (Cmp)
Não são propriamente uma família de grãos, representando uma lógica construtiva distinta. O abrasivo de grão compacto (Compact Grains – Cmp) constitui uma solução de multicamadas do mesmo grão que desgasta camada por camada, garantindo uma vida longa e acabamento consistente. Usado normalmente com grãos AO ou SiC, recria, na prática, as soluções de abrasão dos grãos Cer. Os grãos compactos são assim muito diferentes dos abrasivos revestidos convencionais, constituindo um cluster ou aglomerado de vários grãos abrasivos do mesmo tamanho. Em termos simples, o produto tem várias camadas do mesmo grão, em comparação com apenas uma camada num produto abrasivo revestido convencional. Conforme uma camada de grão abrasivo se desgasta, outra camada é exposta. A construção de grão compacto resulta em menos carga, vida útil mais longa e um acabamento muito constante ao longo do tempo de vida. Usado principalmente em aplicações de metal, nomeadamente em aplicações de retificação automatizada em aço inoxidável e aços leves de alta liga. São tipicamente mais caros que os grãos abrasivos convencionais que os constituem.